15 dicas para continuar viciado em pornô

Perdi a conta de quantos homens e mulheres me perguntaram como se libertar da pornografia. Normalmente, ofereço os conselhos que posso, e então recomendo que vejam os meus vídeos, blogs, e artigos do nosso site. Contudo, por ter passado tanto tempo dizendo às pessoas como parar de consumir pornografia, percebi que era a hora de fazer um post oferecendo todas as melhores dicas para continuar preso no vício da pornografia pelo máximo de tempo possível.

Por que eu faria isso?

Há 75 anos, C. S. Lewis escreveu o livro Cartas de um diabo a seu aprendiz. Nesse livro, ele elaborou uma série de cartas fictícias entre o demônio Fitafuso para outro, explicando como arruinar a alma de uma pessoa. É um clássico espiritual sobre como resistir à tentação porque ele revela as táticas do inimigo. Quando uma pessoa entende as estratégias do demônio, se torna mais capaz de negar os seus avanços e combater os pecados.

Então, vou tentar essa abordagem com o tópico pornografia, e te dar as 15 melhores dicas para continuar atolado nela. Lembre que tudo isso é psicologia reversa:

  1. Acredite em si mesmo. Você pode conseguir sozinho. Se você pede aos outros por ajuda, vai apenas fazê-los pensar que você é pequeno. Não se humilhe e nem se torne um fardo para os outros no processo – especialmente para sua família. Mesmo se você falhou em superar sozinho esse vício por dez anos, continue assim. Você vai quebrar esse ciclo apenas se você tentar ainda mais forte e sozinho. Dessa forma, seu orgulho será poupado, porque você não pode admitir que esse aspecto seja danificado. Não importa o que faça, não use algo como Covenant Eyes, que bloqueia todo conteúdo impróprio nos seus dispositivos e te indica um usuário para conversar, prestar contas e te manter forte. Não se importe com isso. É muito esforço. Se você pode guardar segredo, então pode continuar odiando e amando o seu pecado sem dar-lhe um golpe letal.
  2. Finja que seu único problema é a luxúria. Se perceber que está escondendo problemas como tédio, estresse, solidão, raiva, auto-piedade e prepotência que precisam ser resolvidos, você iria acabar expondo a raiz do vício. Não vá até a raiz. Apenas continue arrancando a grama.
  3. Não se atente a quando e onde você cai. Se prestar atenção a essas coisas, você terminará descobrindo o padrão que precisa ser combatido e terminará trocando os maus hábitos por bons. Não seja tão obsessivo com isso. Não é como se existisse um aplicativo que te ajudaria a rastrear esse tipo de coisa.
  4. Evite terapia. Se você tem uma persistente adicção por pornografia, não procure um psicólogo. Psicólogos são apenas para gente louca que tem debilitantes problemas de saúde mental. Você está bem. Além disso, onde você encontraria um bom psicólogo perto de você ou algum que pudesse te atender por Skype?
  5. Lembre-se que ninguém está se machucando. Pornografia é um crime sem vítimas. Sua alma não é machucada, seu cérebro não está sendo danificado, a pornografia não alimenta a indústria de tráfico sexual, e astros pornô são pessoas felizes e bem ajustadasque estão prosperando nas suas vidas pessoais. De outro lado, sua futura esposa e filhos não vão se importa que seu pequeno hábito. Mesmo que você pense que eles não vão gostar, você vai superar o hábito quando eles chegarem. Sem pressa.
  6. Se você cair de novo, significa que nunca será livre. Desista agora. Não se importe em ir à confissão, porque você já disse tudo isso antes. Qual é o sentido? Se você insistir em ir à confissão, tenha o cuidado em pular de padre em padre. Em outras palavras, não escolha o mesmo padre mais que uma vez. Dessa forma, nenhum deles poderá seguir o rastro deixado pelo cheiro do seu pecado. Afinal, você apenas o decepcionaria caindo de novo. O que ele pensaria sobre você? Ele nunca mais te olharia da mesma forma. Nenhum padre poderia se relacionar com você, de qualquer forma. Se você for a um novo padre a cada vez, será menos humilhante. Mais uma vez, humildade deve ser evitada a todo custo.
  7. Se os seus flashbacks nunca vão embora, apenas os aceite. Quando as memórias do seu hábito vêm à sua mente nos momentos mais aleatórios e inapropriados, apenas aceite-as como um lembrete que você nunca será livre. Não importa o que faça, não assuma isso como um lembrete para rezar pedindo a cura, ou até pior – rezar pela cura e conversão da pessoa no seu flashback. Não faça isso. Não transforme tentação em intercessão. Tentações devem supostamente te conduzir ao inferno, e não te lembrar a trazer os outros para mais perto do paraíso.
  8. Considere luxúria e tentação a mesma coisa. Contanto que você pense que é um pecado ser tentado a pecar, então você pode descansar na certeza de que estará para sempre desagradando a Deus por ter desejos sexuais. Essa é uma postura sadia a adotar. Você não se tornará neurótico. De fato, continue dizendo a si mesmo que se você se tornar muito, muito santo, aí seus desejos sexuais vão evaporar. Logo, enquanto qualquer desejo sexual persistir, você é um erro. Afinal, a aniquilação do desejo é o objetivo da pureza. Você deve se tornar imune à beleza dos outros. De outra forma, você descobriria que a beleza da Criação te conduz à sua Fonte. Finalmente, se você perceber que as tentações ao pecado são oportunidades para praticar virtudes heroicas, então você iria começar a quebrar as cadeias do pecado, e quem quer isso? Todo mundo sabe que o pecado te traz alegria profunda e satisfação duradoura.
  9. Se você é uma mulher, você é a única que luta com isso. Colocando em palavras simples, você é uma aberração da natureza. Luxúria é um problema para rapazes. Existe algo realmente muito errado com você para que você caia num pecado para rapazes. Você deveria estar lutar exclusivamente com problemas femininos como imodéstia, fofoca, e coisas emocionais (rapazes NUNCA lutam com esses). Porque você é tão excêntrica, você nunca deveria confessar isso. Vai apenas escandalizar o padre e acabar se tornando a primeira mulher na terra a confessar um hábito tão horrendo e não-feminino. Faça um favor a si mesma, e viva na vergonha. Algo assim jamais existiria, porque você é a única que luta com isso.
  10. Se você é um rapaz, você é apenas como todos os outros se você vê pornografia. Sério, qual cara não vê? Sexo é natural. Você apenas aprecia mulheres. Mulheres tem o direito de estar na indústria, e você é campeão em defender os direitos das mulheres… gastando incontáveis horas se isolando e encarando o seu monitor.
  11. Se você se sente chamado ao sacerdócio ou vida religiosa, pode tirar o cavalo da chuva. Ninguém chamado a essas vocações jamais lutou com luxúria dessa forma. Luxúria é uma luta somente para pessoas que não são chamadas ao celibato. Para celibatários, a pureza vem naturalmente.
  12. Fique longe de sites como The Porn EffectFight the New Drug, e E5men. Prefira outros sites, se entenda o que estou falando. Esse três sites talvez sejam exigentes com você e peçam para que você se sacrifique para quebrar seu hábito. Não siga fanáticos como @MattFradd no Twitter. Em vez disso, certifique-se de clicar em toda foto de perfil imodesta que você vir no Twitter. Você tem que clicar. Você provavelmente morreria se sua curiosidade não for satisfeita.
  13. Fique longe daquela Senhora. Sabe, aquela sobre quem as velhinhas ficam divagando durante o Rosário? Nem ao menos mencione o seu nome, especialmente quando está sendo tentado. Enquanto está nessa, fique longe dos sacramentais em geral. Não precisa de água benta, crucifixos, imagens sacras, etc. Isso aí é tudo superstição.
  14. Não vá à Missa tão frequentemente, e afaste-se da Adoração Eucarística. A carne de Deus deve apenas ser um antídoto para os vícios da carne do homem. Então, fique longe. O Pão dos Anjos é superestimado. De qualquer forma, não é como se você pudesse encontrar uma Missa ou uma capela para adoração próximo de você.
  15. Você não precisa abandonar seu hábito hoje. Amanhã vai ser melhor. Na verdade, amanhã será um dia um pouco difícil também. Talvez mês que vem seja ideal.

[O tradutor pede, cordialmente, uma Ave Maria em intercessão por sua vocação.]

____________________________

Jason Evert fundou o chastity.com e deu palestras em todos os cinco continentes para mais de um milhão de pessoas sobre a virtude da castidade. Ele é o autor de mais de dez livros, incluindo Como Encontrar Sua Alma Gêmea Sem Perder Sua Alma e Teologia do Corpo Dele / Teologia do Corpo Dela.

 

Leave a Reply